Dor neuropática

Óleo de CBD

Canabidiol e a Dor Neuropática

A dor neuropática, também chamada nevralgia, é um tipo de dor muito comum provocada por lesões nos nervos. A sua presença pode condicionar muito a qualidade de vida dos doentes, afetando atualmente mais de 26 milhões de pessoas em todo o mundo. Ela pode envolver zonas extensas do corpo ou restringir-se a uma zona mais específica. Neste último caso, recebe a designação de dor neuropática localizada.

Princípios gerais acerca da dor neuropática e do tratamento da dor

Há quem afirme que a dor neuropática é «uma dor pior que a própria dor». Na verdade, este tipo de dor pode ser muito intensa e altamente debilitante. A dor em si é uma experiência multidimensional que, além da componente física, inclui uma componente emocional muito importante. O facto acrescido de se tratar de uma doença crónica, aumenta a dimensão desagradável dos aspetos emocionais relacionados com a dor neuropática.

O envelhecimento da população e o agravamento da incidência de certas doenças têm contribuído muito para o aumento do número de doentes que padecem de dor crónica. Em consequência disso, os desafios que os profissionais de saúde enfrentam para tratar estes doentes adensam-se a cada dia que passa. Atualmente, o tratamento da dor crónica assenta na utilização de analgésicos. As escolhas inicias recaem sobre os analgésicos simples como o paracetamol. No entanto, os doentes rapidamente deixam de responder a estes medicamentos e passam a necessitar de analgésicos opióides, que acarretam um vasto rol de perigos e de efeitos adversos.

O canabidiol é uma boa opção para o tratamento da dor neuropática?

Um dos efeitos benéficos mais conhecido e utilizado dos canabinóides é precisamente o tratamento da dor. Por ser uma das principais substâncias ativas da Cannabis sativa, o canabidiol desempenha um papel fundamental na produção deste efeito. Por este facto, é de esperar que o canabidiol seja um analgésico promissor para aplicar no tratamento da dor neuropática.

Foram estes princípios que serviram de fundamentação à realização de vários estudos científicos. Atualmente, as evidências científicas apontam claramente para o facto dos canabinóides serem excelentes analgésicos. Acredita-se que tal efeito se deva essencialmente à interação que eles têm com os recetores CB2.

É possível utilizar o canabidiol como substituto dos analgésicos atuais?

Por enquanto, não. O potencial terapêutico dos canabinóides, incluído o delta-9-THC, é um dado adquirido no seio da comunidade científica, sobretudo para o tratamento da dor crónica. No entanto, ainda existem muitas limitações científicas e legais que impedem a comercialização destas substâncias como analgésicos. Porém, o tratamento da dor crónica é um dos maiores desafios da medicina atual e, por isso, não faltará muito tempo até encontrarmos medicamentos à base de canabidiol e de outros canabinóides para utilizar no tratamento da dor neuropática e da dor crónica em geral.

 

Texto por Rui Gomes

Comentar